A Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) é uma entidade que promove ações de caridade, mediante trabalho voluntário de membros que se auto-denominam de vicentinos. Essa sociedade corresponde à um movimento católico de leigos que se dedica, sob o influxo da justiça e da caridade, à realização de iniciativas destinadas a aliviar o sofrimento do próximo e propiciar a valorização da dignidade humana, em particular dos social e economicamente desfavorecidos, através do trabalho sistemático de seus membros.


Antônio Frederico Ozanam, nasceu em Milão, na Itália, em 28 de abril de 1813, foi o quinto filho de um conjunto de catorze dos quais só quatro sobreviveram. Filho de João Antônio Ozanam e de Maria Nantas, família católica fervorosa, defendia a Igreja e seus rituais. O pai médico, dedicado à ciência, à arte e ao trabalho, era homem de fé e com grande amor aos pobres. A mãe uma cristã ativa que se dedicava a cuidar dos doentesNasceu numa época em que o povo da França, politicamente, era contra o cristianismo, desconhecendo as necessidades e os direitos das pessoas principalmente dos carentes.


O jovem Ozanam seguindo o exemplo dos pais, tornou-se defensor ferrenho da Igreja de Cristo, homem de uma fé viva e ardorosa, não cessava de implorar socorro a Santíssima Virgem, por uma democracia mais humana e honesta. Aos 18 anos, vai para Paris, cursa Direito na Sorbone e segue também alguns cursos no Colégio da França, se interessa também pela literatura, ramo em que se licenciou no ano de 1835.


Sua vida é um testemunho corajoso de fé diante de Deus e dos homens, numa época conturbada e anticlerical. Em 10 de maio de 1833, em defesa dos pobres, Ozanam com mais seis companheiros todos jovens, fundaram a Conferência de história, mais tarde Conferência da Caridade. Numa das reuniões, o jovem Leon Lê Prévost, propôs que o nome Conferência da Caridade, fosse São Vicente de Paulo, o que foi aceito por unanimidade. Daí por diante, a entidade passou a dominar-se “SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO”.


Antônio Frederico Ozanam, homem frágil e forte que sonhou com “esta associação generosa” à qual os vicentinos tem a felicidade de pertencer. Faleceu no dia 8 de setembro de 1853. Frederico Ozanam foi sepultado na cripta da Igreja do Carmo no Instituo Católico de Paris, onde havia desejado repousar. Antônio Frederico Ozanam que viveu pregando o Evangelho de Jesus, amando a Deus e ao próximo, tem seu nome ligado a Igreja Católica, que é o coração da Lei de Deus, foi beatificado pelo Papa João Paulo II, no dia 22 de agosto de 1997 por ocasião da Jornada Mundial da Juventude.


A SSVP é uma entidade que existe no Brasil há 140 anos, com a criação da Conferência São José, na cidade do Rio de Janeiro no dia 04 de agosto de 1872. Em Campina Grande, a primeira conferência vicentina - Conferência Nossa Senhora da Conceição - foi fundada em 31 de março de 1885. São 131 anos de existência e atuação comprometida. O Conselho Central de Campina Grande, foi fundado em 08 de fevereiro de 1953, e encontra-se vinculado ao Conselho Metropolitano de João Pessoa, que integra o Conselho Nacional do Brasil. Ao longo desse período, as unidades vicentinas se multiplicaram em toda a extensão da cidade e da Diocese de Campina Grande. Deste modo, trata-se de uma entidade estabelecida, organizada, hierarquicamente dividida e legalmente instituída.

Os confrades e Consócias mostram a sua entrega mediante o contato pessoa-a-pessoa. Os vicentinos fazem do sonho do fundador, Bto. Frederico Ozanam, "formar uma grande rede de caridade de ajuda ao próximo", uma realidade de atuação junto aos mais Pobres, aliviando seu sofrimento e diminuindo as desigualdades sociais.



Conheça o trabalho dos vicentinos e, juntos, Vamos aos Pobres. Ajudar o próximo faz bem!